📣 Novidade! Agora somos Pinhos Armazém Agrícola. Alguns artigos poderão ser reencaminhados para o novo website

Como separar o lixo em casa: O que precisas saber

Separar o lixo em casa é um passo de sustentabilidade que todas as casas deveriam dar! Se ainda não fazes e estás a pensar começar, deixamos-te algumas dicas para facilitar a tua vida.
Caixotes com diferentes tipos de lixo separados

ARTIGO CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO

Na Casa

Artigo pela Equipa Na Casa | Website

«A tua casa merece». Esta pequena frase representa bem a nossa missão. O objetivo principal do Na Casa é dar-te o conhecimento necessário para cuidares da tua casa, para que esta se torne mais tua – mais pessoal, mais próxima de ti e mais fácil de gerir.

Mas porque deves separar o lixo?

Primeiro, deves separar o lixo porque reduz a quantidade de lixo que chega às lixeiras. Depois, deves separar o lixo porque menos lixo significa menos poluição do ar e da água.

Para além disso, deves fazê-lo pois facilita a maneira como o lixo é processado. Diferentes tipos de lixo tem diferentes tratamentos.

Mais do que esta responsabilidade ambiental que temos da separação do lixo, é provável que a própria lei em si nos obrigue a fazê-lo num futuro próximo.
A recolha seletiva e a separação dos biorresíduos poderá vir a ser obrigatória até 31 de dezembro de 2023 para as casas em todo o país. O mesmo poderá acontecer para o setor industrial e os restaurantes, até ao final de 2022.

Está também prevista a criação de pontos de recolha para lixos perigosos, óleos alimentares e tecidos, bem como resíduos volumosos.

Mas quer venha a ser uma medida imposta por lei ou não, é importante criarmos estes cuidados no tratamento do lixo pois esse mesmo tratamento, quando feito corretamente, está diretamente ligado à qualidade do ambiente que circunda as comunidades onde vivemos. E quem não quer viver numa comunidade com bom ambiente?

O que significa separar o lixo?

De forma simples, a separação principal é a separação do lixo seco do lixo molhado. Isto permite que o lixo seco seja reciclado e o lixo molhado seja transformado/decomposto.

Separar o lixo é, também, teres o lixo separado em casa da mesma forma que o irás colocar nos ecopontos. Consulta a imagem em baixo para veres como deves organizar o teu lixo.

ANÚNCIO

Dicas para uma gestão eficaz do lixo em casa

  • Usa dois sacos, um para cada tipo de lixo (lixo seco e lixo molhado);
  • Da mesma forma, usa dois sacos para separar o lixo seco de papel de um lado e o lixo seco de plástico no outro;
  • Se conseguires, mantém o plástico da cozinha limpo e livre de restos de comida
  • É mais fácil levar este processo a cabo aos poucos. Isto significa que sempre que terminares de comer/usar algo e fores deitar ao lixo, limpa o que conseguires e coloca diretamente no caixote correto.
Dois exemplos de caixotes do lixo domésticos com separadores incluídos.
Existem no mercado disponíveis várias soluções de caixotes do lixo com separadores. Fonte: RecyclingBins.co.uk; Kitchen Source

Visão geral dos tipos de lixo

Antes de mais, para os tipos de lixo que mais nos interessam numa casa (o lixo doméstico seco/molhado) vejamos os vários tipos de lixo. Assim, poderemos ter uma visão geral dos tipos de lixo que são necessários gerir numa sociedade. Desta forma, é possível praticar uma separação sustentável e mais amiga do ambiente.

  • Doméstico: o lixo produzido pelas habitações domésticas;
  • Comercial: o lixo produzido pelos estabelecimentos comerciais;
  • Orgânico: o lixo de origem biológica, constituído por matéria viva. Por exemplo, os restos alimentares, sementes, dejetos humanos, entre outros. Para que ocorra uma decomposição natural, o lixo orgânico é depositado em aterros sanitários;
  • Hospitalar: tal como o nome indica, lixo proveniente dos hospitais;
  • Industrial: lixo que surge da industria;
  • Eletrónico: todo o tipo de lixo relacionado com material informático e outros equipamentos eletrónicos. Este tipo de lixo é altamente poluente, pois pode conter alumínio, cobres e metais pesados. Assim, recomenda-se a reciclagem ou, no caso dos aparelhos estarem operacionais, a doação para reutilização.
  • Radioativo: lixo formado por resíduos com elementos químicos radioativos. É um tipo de lixo perigoso pela sua radioatividade, tóxica e cancerígena, mesmo em quantidades pequenas.
  • Espacial: parece mito mas não é, o lixo espacial existe. O lixo espacial engloba qualquer peça ou resto deixado pelo ser humano no espaço, desde que o começou a explorar. O perigo deste lixo está na velocidade em que estes objetos se movem.
Slogan ecológico de "Reduzir, reutilizar, reciclar" - os três Rs
Três palavras que motivam a sustentabilidade. Reduzir o consumo. Reutilizar sempre que possível. E reciclar o lixo na casa.

ANÚNCIO

Lixo seco

O que é lixo seco?

Por norma, considera-se lixo seco algo que pode ser mantido por um extenso período de tempo sem se decompor. Tal como: metal, vidro, plásticos, papel, poliestireno (isopor), termocol, couro, madeira.

Algumas considerações

Se o lixo for limpo, não existirão problemas de maus cheiros ao ter o lixo durante mais algum tempo até o levar a um ecoponto.

Isto significa que há artigos que ainda que um pouco sujos, possam ser limpos e mantidos por mais tempo. Por exemplo, vale a pena separar caixas de pizza ou de bolo. Basta limpar a caixa com um pano de cozinha molhado, ou passar rapidamente por água e deixar secar. Depois, basta colocar esse lixo no devido compartimento e também pode ser reciclado.
O mesmo processo pode ser feito para embalagens de leite ou iogurte.

Assim, descobrimos outra vantagem. A limpeza do lixo! Este passo é muito importante porque garante que o lixo seco não atrai formigas ou outros insetos. Para além disso, o lixo sujo causa mau odor.

O que fazer com a roupa que já não uso?

Antes de mais, a roupa está em condições de ser reutilizada? Se sim, deverá ser depositada num dos contentores de recolha. Por outro lado, podes também doar a uma instituição que faça este tipo de recolha.
Se pelo contrário, a roupa já estiver demasiada velha ou danificada, ao ponto de não poder ser usada, é considerada lixo seco.

Atenção, roupa que contenha fluidos corporais, é considerada lixo doméstico. Desta forma, deve ir para um aterro sanitário e não para reciclar.

Infografia com informação sobre o que depositar e não depositar nos ecopontos
Existem sacos com as cores dos ecopontos, que te ajudarão a organizar o lixo reciclável doméstico à medida que vais separando.

Lixo molhado

Em que consiste o lixo molhado?

O lixo molhado é o lixo relacionado com a cozinha. Por exemplo, vegetais e fruta, folhas de chá, ossos e entranhas, escamas de peixe… Bem como todo o tipo de comida cozinhada.

Portanto, tens de separar o lixo molhado para poder ser processado para decomposição.

Conclusão

Agora já tens uma ideia geral de como processar o lixo. Assim, garantes que na tua casa cada tipo de lixo vai ter ao local certo.
Para saberes mais sobre lixo perigoso, consulta o nosso artigo sobre como tratar resíduos domésticos perigosos.

Estás agora mais próximo de uma casa sustentável e amiga do ambiente. Lê o nosso artigo com dicas sobre uma casa mais eco-friendly para mais dicas úteis.

Parabéns pela iniciativa de ser mais sustentável. Todos neste planeta agradecemos!

Este artigo foi útil?
SimNão

ANÚNCIOS

Últimos artigos

Partilha este artigo

📧 Subscreve a nossa newsletter

Uma gestão doméstica mais fácil com estas dicas gratuitas na tua caixa de e-mail. Sem spam!

ANÚNCIOS

Categorias:

Mais artigos

ANÚNCIOS