📣 Novidade! Agora somos Pinhos Armazém Agrícola. Alguns artigos poderão ser reencaminhados para o novo website

Perigos domésticos mais comuns

Neste artigo vamos rever alguns dos perigos domésticos mais comuns de forma a evitá-los.
Os perigos domésticos mais comuns

ARTIGO CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO

António Pinho. António Ribeiro Pinho.

António Pinho

Na Casa | Website

Designer apaixonado pelo marketing digital. Copywriter aqui pelo Na Casa. O meu contributo passa pela criação de artigos nas várias categorias. O estudo rigoroso dos tópicos permite-me partilhar informação fidedigna nos artigos, sempre pronto a aprender mais.

Estar consciente dos perigos domésticos mais comuns é o primeiro passo no trabalho de prevenção que devemos fazer. Alguns dos perigos domésticos mais comuns são coisas como o fogo, o envenenamento e as alergias. Outros, mais ligados à casa em si, incluem coisas como quedas, asfixia, cortes e queimaduras.

Iremos rever aqui alguns dos perigos que deverás estar atento, funcionando este artigo como ponto de partida para assegurares que a tua casa se mantém segura.

A maior parte dos acidentes causados por estes perigos acontecem por falta de atenção e distração. A melhor maneira de garantir uma casa segura, é o conhecimento dos riscos que nela existem e um hábito de vigilância e supervisão regular.

Vejamos então alguns dos perigos domésticos mais comuns e algumas formas de evitar os seus riscos.

Fogo

O fogo é dos perigos domésticos mais comuns e mais perigosos. Ele é uma ameaça direta tanto aos bens da casa como às pessoas que nela habitam.

Para garantires a melhor proteção possível, é necessário teres alarmes de fumo/fogo sempre ativos. Estes requerem manutenção e testes com alguma frequência, para teres a certeza que estão a funcionar e que irão ser eficazes quando precisares deles.

Não te esqueças também de ter um plano em caso de fogo, seguido de medidas protocolares (a pior coisa é ser apanhado de surpresa).

Para reduzir o risco de fogo em casa, eis algumas coisas que podes fazer:

  • Reduzir o possível combustível para o fogo, tais como papéis amontoados ou caixas de cartão acumuladas.
  • Nunca deixes o fogão, forno e outros equipamentos deste género sem supervisão enquanto ativos.
  • Faz uma manutenção adequada de lareiras e chaminés, para que funcionem corretamente e sem riscos.
  • Faz uma manutenção adequada de equipamentos de proteção contra fogo, tais como alarmes (os alarmes têm bateria? Testaste para veres se estão a funcionar corretamente?)

Um seguro de recheio é também uma parte muito importante que contribui para uma maior sensação de segurança contra este perigo na casa. Será também crucial no caso de sinistro, seja qual for a escala do mesmo.

Envenenamento

São vários os itens na nossa casa que aumentam o risco de envenenamento. Os itens tóxicos mais comuns são produtos de limpeza, medicação e combustível (tal como gasolina, gasóleo, etc). A melhor política é manter estes itens tóxicos guardados (até mesmo trancados num armário ou gaveta) para que estejam longe do alcance de crianças e animais de estimação, reduzindo assim o risco de serem ingeridos acidentalmente. Outra solução é mantê-los em lugares altos (mais altos que a criança e/ou animal de estimação pelo menos).

Outra boa maneira é manter estes líquidos nos seus recipientes originais, evitando assim a possibilidade de confusão com líquidos ingeríveis. 

Uma boa vantagem da utilização de produtos naturais na limpeza doméstica é a grande redução do risco por envenenamento. Estes produtos, tal como o nome indica, são naturais e a sua ingestão não apresenta os mesmos riscos graves que a ingestão dos comuns produtos químicos de limpeza.

Alergias

A grande e maior causadora de alergias em casa é, sem dúvida, a humidade. A formação de mofo e bolor é um problema comum em muitas casas. A exposição a este mofo e bolor causa reações alérgicas em muitas pessoas, que se traduzem em sintomas como olhos vermelhos, dores de cabeça e espirros.

A maior parte das vezes a humidade não é um problema difícil de resolver. Retirar o bolor requer apenas uma limpeza regular (na maior parte dos casos) e neste artigo podes ver como limpar a humidade na tua casa, em especial da que se forma nas paredes.

Tem especial atenção ao mofo e bolor em zonas onde existe uma maior acumulação/uso de água na tua casa, pois são as partículas de água no ar que, sem um método de evaporação adequado, criam o ambiente propício ao aparecimento deste mofo e bolor que irá impactar bastante o bem-estar na tua casa.

Água

A água pode, de facto, constituir uma ameaça para a segurança da casa. Para além das comuns infiltrações e fugas de água, coisas como a piscina e tanques constituem um perigo de afogamento, caso não sejam tomadas as devidas medidas de segurança na prevenção.

Barreiras e cercas são a melhor maneira de garantir que nem animais nem crianças/bebés consigam aceder a espaços com zonas de água de possível afogamento (o mesmo para quem tem pequenos lagos, fontes ou outros dentro da propriedade).

As inundações são também um risco. Instalar sensores de água, câmeras de vigilância e ter atenção ao exterior da casa são algumas das medidas a tomar no que toca à prevenção contra inundações na casa.

Perigos domésticos relacionados com a casa

Perigos domésticos - as quedas são a principal causa de acidentes domésticos.
As quedas são a principal causa de acidentes dométicos.

Quedas

As quedas são perigosas em qualquer idade, mas em especial na infância e velhice. São muito comuns no quotidiano doméstico, como podemos ver por este excerto de um artigo da Dr.ª Maria Luísa Faleiro:

As quedas são a principal causa de acidentes domésticos, seguindo-se os cortes, queimaduras e intoxicações.

Entre 2000 e 2012, 109 crianças e jovens até aos 19 anos morreram devido a uma queda. Entre 2000 e 2013, 60.705 crianças até aos 18 anos foram internadas por terem sofrido uma queda.

Dr.ª Maria Luísa Faleiro – Site CUF

A maior parte das quedas acontece devido a fraca iluminação, principalmente perto de escadas, e em áreas particularmente escorregadias, como o quarto de banho ou certas zonas da cozinha.

Presta também atenção a coisas como:

  • Tapetes ou carpetes escorregadias.
  • Desarrumação.
  • Fios de carregadores e portáteis (e outros equipamentos eletrónicos).
  • Caminhar pela casa apenas com meias.

Asfixia

A asfixia e estrangulamento são também riscos comuns na casa. Comida mal preparada pode representar um risco de asfixia, bem como os hábitos de mastigação que a pessoa desenvolve. 

Para além da comida, existem objetos na casa, tais como fios e pequenos brinquedos, que poderão ser perigosos (em especial para crianças pequenas e bebés), e representam um risco de estrangulamento e asfixia. A melhor prevenção é uma limpeza constante e atenção aos espaços que estão a ser frequentados por crianças pequenas e bebés, evitando assim o contacto direto destas com estes objetivos potencialmente perigosos.

Cortes

Manusear objetos cortantes com cuidado é o primeiro passo para evitar cortes. Itens como latas de atum (e outros recipientes de alumínio) na cozinha, ou ferramentas de jardinagem afiadas, é útil sabermos que itens na nossa casa representam um risco de corte. Algumas medidas podem ser tomadas:

  • Mantém sempre facas e outros objetos cortantes, em especial na cozinha ou outras áreas em que os uses muito, devidamente guardadas nas gavetas ou suportes específicos. Nunca deixes estes objetos simplesmente espalhados.
  • O mesmo para zonas de bricolage, com coisas com x-atos e outros objetos de corte.
  • Na máquina de lavar coloca os objetos cortantes com a lâmina para baixo.
  • No quarto de banho, tem cuidado com lâminas de barbear.
  • Guarda sempre todas as ferramentas.

Queimaduras

Desde produtos perigosos para a pele, até tarefas comuns como cozinhar, o perigo de queimadura está “sempre presente” na casa.

Manuseia sempre com cautela, com as devidas proteções nas mãos e olhos, os líquidos ou outros materiais que possam queimar a pele. Coisas simples como usar mangas compridas pode ser suficiente para proteger a pele dos antebraços. Luvas para as mãos e óculos de proteção para os olhos também são aconselhados.

Tem sempre o kit de primeiros socorros pronto, num local onde consigas aceder facilmente e com os produtos dentro do prazo e prontos a usar.

Também é boa ideia ter em casa um creme dedicado ao alívio de pequenas queimaduras.

Este artigo foi útil?
SimNão

ANÚNCIOS

Últimos artigos

Partilha este artigo

📧 Subscreve a nossa newsletter

Uma gestão doméstica mais fácil com estas dicas gratuitas na tua caixa de e-mail. Sem spam!

ANÚNCIOS

Categorias:

Mais artigos

ANÚNCIOS