Como aliviar o stress da gestão da casa

O stress da gestão da casa está a dar conta de ti? Sentes que não tens tempo para fazer tudo? Estas dicas vão ajudar-te a reduzir a ansiedade e pressão das tarefas domésticas.
A organização é chave para lidar com o stress da gestão diária de uma casa

ARTIGO CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO

Na Casa

Artigo pela Equipa Na Casa | Website

«A tua casa merece». Esta pequena frase representa bem a nossa missão. O objetivo principal do Na Casa é dar-te o conhecimento necessário para cuidares da tua casa, para que esta se torne mais tua – mais pessoal, mais próxima de ti e mais fácil de gerir.

Porquê que é tão difícil gerir uma casa?

Principalmente para quem está a ter um primeiro contacto, lidar com as tarefas domésticas não é tarefa fácil. Certamente, já te sentiste desta forma: “não tenho ajuda nenhuma”, “não tenho tempo nenhum” e “não há forma de conseguir arranjar uma pessoa que me ajude”. Para resolver o assunto, precisas de aliviar o stress da gestão da casa!

Na gestão doméstica, por vezes, sentimos que existem simplesmente demasiadas coisas a fazer e que a nossa casa em si tem demasiadas coisas dentro dela!

Se te sentes desta forma – não estás sozinho.

Antes de mais, a culpa não é tua! A verdade é que temos exigências excessivas no nosso tempo e energia. Vivemos num ritmo frenético, queremos tudo para ontem. Concluindo, tem calma e organiza-te!

Primeiro, a gestão doméstica envolve uma panóplia de atividades. Por exemplo, limpeza da casa, preparar refeições, atividades familiares, planear horários, despejar o lixo, organizar o frigorífico, ser anfitrião de jantares e festas de aniversário… e a lista continua. É, de facto, muita coisa!

Mas, trazemos-te boas notícias – existem várias dicas que podes aprender para aliviar esta pressão da gestão da casa.

Alguma tarefas mais complicadas do que outras. Assim, começamos este artigo por aquelas que são mais fáceis.

ARTIGO CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO

Como facilitar a gestão da casa

Se lidas com todas as questões que a cima mencionamos, experimenta estas dicas:

1. Faz uma pausa. Não te pressiones tanto.

Muitas vezes, somos os nossos piores críticos e aqueles que colocamos a maior pressão sobre nós.
Caímos nas armadilhas que o nosso próprio pensamento negativo cria. Repetes constantemente: “Estou a falhar. Não estou a conseguir lidar com tudo. Não consigo encontrar ajuda.” Este tipo de pensamento em nada ajuda e só te vai fazer sentir pior.
Por isso, a primeira dica é – concentra-te. Pensa para ti mesmo: “Estou a fazer o máximo que consigo e vou encontrar forma de tornar as coisas mais fáceis.”
Esta é a lição número um. E para nós: a mais importante!

2. As famosas listas

Vais ficar surpreendido com a quantidade de coisas que estás a fazer (mesmo sabendo que já fazes muito). Escreve uma lista de todas as tarefas que realizas num só dia. Isto irá motivar-te a fazer mudanças. Muitas vezes, acumulamos tarefas desnecessárias. Ou realizamos lidas em horários incorretos. Vamos à rua passear o cão, voltamos para casa e vamos novamente, mais tarde, à rua levar o lixo. Não faz sentido! Em suma, deves orientar a tua lista e aglomerar tarefas que façam sentido serem realizadas juntas.

Assim, evitas desperdício de tempo e esforço.

3. Elimina tarefas não-essenciais

Olha para a lista e começa a eliminar coisas que não são absolutamente essenciais. A palavra-chave aqui é absolutamente. Por exemplo, perdemos tempo nas redes sociais – e nem nos apercebemos. Por outro lado, se achas que a tua lista está demasiado extensa – delega funções. Atribui funções a outros elementos da casa, que sejam capazes de as realizar. Parece-te óbvio mas não é! Muitas vezes, porque achamos que estamos responsáveis pela gestão da casa, esquecemo-nos que não vivemos sozinhos. E acumulamos todas as funções erradamente.

ARTIGO CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO

4. Cria uma rotina

Nós sabemos. As rotinas são complicadas. Mas acredita, são essenciais!

A que hora do dia devo despejar o lixo? Qual é o dia de limpeza da casa? Que produtos produtos de limpeza devo usar? Cria um planeamento para a semana, por exemplo. Todos os dias, depois do jantar, vou reciclar o lixo. Aos sábados de manhã é dia de limpeza. Sabemos também que nem sempre poderás respeitar religiosamente o planeamento. Mas esta é uma excelente forma de te orientares.

Por fim, não te esqueças de incluir sempre tempo para ti.

5. A ajuda da família

Envolve a família nas tarefas. Especialmente as crianças. É uma arte conseguir a sua ajuda. Mas quando conseguimos é uma ajuda bastante valiosa. Sejam pequenas tarefas como arrumar os brinquedos ou ajudar a estender a roupa.

Estas dicas podem parecer muito simples, mas nada melhor do que o essencial para darmos os primeiros passos na melhoria da gestão da nossa casa.
Não vale a pena começar logo a tentar implementar um sistema muito complexo de organização. O melhor é parar, lidar com sentimentos negativos que tenhamos, percebermos bem o que estamos a fazer todos os dias e eliminar o que não é necessário.

Nunca te esqueças: uma boa gestão da casa contribui para o bem-estar físico e psicológico de todos os elementos que nela habitam.

Este artigo foi útil?
SimNão

ANÚNCIOS

Últimos artigos

Partilha este artigo

📧 Subscreve a nossa newsletter

Uma gestão doméstica mais fácil com estas dicas gratuitas na tua caixa de e-mail. Sem spam!

ANÚNCIOS

Categorias:

Mais artigos

ANÚNCIOS