5 dicas para proteger a tua casa contra assaltos

Protega a sua casa contra potenciais assaltos usando estas cinco dicas que apostam na prevenção e no desmotivar dos assaltantes.
Como proteger a tua casa contra assaltos

ARTIGO CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO

Na Casa

Artigo pela Equipa Na Casa | Website

«A tua casa merece». Esta pequena frase representa bem a nossa missão. O objetivo principal do Na Casa é dar-te o conhecimento necessário para cuidares da tua casa, para que esta se torne mais tua – mais pessoal, mais próxima de ti e mais fácil de gerir.

O tópico da segurança doméstica tem sido aqui debatido em vários artigos. Estamos aos poucos a criar uma base, que queremos que seja completa, sobre segurança doméstica e os passos que deves seguir para que a tua casa esteja segura. Já tivemos inclusive a participação de peritos em segurança, nomeadamente a empresa Ronsegur, que nos explicou “Como escolher uma empresa de segurança”.  A segurança doméstica cobre vários aspectos, da segurança contra desastres naturais e perigos domésticos mais comuns, até à segurança contra invasões (ladrões). 

Hoje o tópico é exatamente esse. Vamos olhar para 5 maneiras que irão tornar a tua casa mais protegida contra um possível assalto.

A prevenção é uma componente chave, que está na base de toda a segurança.

Vamos então ver 5 dicas para proteger a tua casa contra assaltos.

N.º 1: Portas e janelas fechadas

O povo diz: “Casa roubada, trancas à porta”. Mas, tal como o provérbio indica, isso já é tarde demais. Se a começar é pelo início, então temos que começar por recordar outro provérbio: “A ocasião faz o ladrão”. Uma porta entreaberta, uma janela mal fechada, pode servir de mote para um assalto à tua propriedade. Embora a grande maioria dos assaltos a propriedades ocorra com algum planeamento por parte dos assaltantes, o que não queremos, de certeza, é facilitar-lhes a vida, deixando portas e janelas abertas. 

Ao mesmo tempo, se estiverem a ocorrer assaltos na tua localização, deves reforçar as fechaduras e portas, com trancas e outras opções de reforço, que irão aumentar a dificuldade de arrombamento. Os assaltantes podem até conseguir entrar no teu terreno, mas se não conseguirem entrar em casa, manténs-te a ti e à tua família seguros.

N.º 2: Instalar um sistema de segurança

Escolher o sistema de segurança certo para a tua casa é um passo importante para a tornar mais segura. Podes escolher entre um sistema instalado por ti, ou um sistema instalado por uma empresa de segurança. Se estiveres a ponderar contratar uma empresa de segurança para esta instalação, este nosso artigo, escrito por João Macedo, consultor de segurança, sobre como escolher uma empresa de segurança com a qualidade necessária, é para ti.

Tal como tivemos oportunidade de ver no artigo mencionado, a procura por equipamentos de segurança, tais como CCTVs, tem vindo sempre a aumentar nos últimos anos. Esta necessidade do público português vem de várias razões, entre as quais a proteção de crianças e idosos em casa. Uma dica muito importante que o João deixou aqui no Na Casa, foi que o cliente tem que procurar um instalador de sistemas de segurança com certificação, emitida pela Polícia de Segurança Pública, que o qualifica como um instalador seguro e capaz. Assim, sabes que estás a lidar com alguém com as competências certas para te instalar um sistema de segurança devidamente.

Depois de uma instalação bem sucedida, é necessário criar um conjunto de hábitos que tornam o sistema útil. Por exemplo, algo simples, como te recordares de ligar o sistema sempre que saires de casa. Isto inclui as pequenas ausências também.

N.º 3: Manter a privacidade e discrição na partilha de informação

Vivemos num mundo cada vez mais conectado e onde a informação viaja a uma velocidade enorme. Isto significa que o que partilhas hoje nas redes sociais, toda a gente ligada a ti pode saber no espaço de horas. Embora esta nova forma de nos conectarmos tenha as suas vantagens, também tem as suas desvantagens. Esta rápida partilha de informação pode fazer com informação sensível sobre a tua casa, e os teus hábitos, chegue a ouvidos menos desejáveis, advertida ou inadvertidamente.

Gravação de imagem via camâra pode desmotivar os assaltantes.
A gravação de imagem, principalmente do lado exterior, pode desmotivar os assaltantes. | Imagem por Freepik.

Informações como datas de férias, horas de sair de casa, hábitos de uso da casa, a planta da mesma (fácil de perceber por várias fotografias das divisões, ou fundos de fotografias), ausências prolongadas, pessoas sozinhas em casa… Todos estes aspetos são informações que podem ser usadas por quem está atento e a planear um assalto à propriedade. Assim, o nosso conselho é que não partilhes nenhuma desta informação online, por qualquer canal de comunicação digital público que uses (comumente, as redes sociais, sob forma de publicação pública ou com amigos).

N.º4: Boas relações com os vizinhos

A segurança doméstica tem várias áreas passíveis de serem analisadas como causadoras do aumento ou decréscimo do nível da mesma. Por exemplo, algumas áreas são: proteção contra desastres naturais, proteção contra assaltos, uso da tecnologia, etc. Uma destas área é a dimensão comunitária da segurança doméstica. Pode até não parecer a dimensão que terá mais impacto na segurança da tua casa, mas acaba sempre por ter. O local onde a tua propriedade se encontra é um fator chave para a segurança e esse local é composto, entre outras coisas, por pessoas. As boas relações com as pessoas mais próximas à tua residência (os teus vizinhos) criam uma rede de apoio mútuo. Isto permite a partilha de informação e a partilha de vigilância. Se um vizinho observar movimentações suspeitas junto da tua propriedade, tendo boas relações contigo, irá mais facilmente informar-te a ti ou às autoridades.

N.º5: A iluminação é chave

Por norma, os assaltantes tendem a preferir a cobertura que a escuridão oferece para efetuarem os assaltos. Assim, uma iluminação exterior, seja permanente ou seja de presença, pode desmotivar o assaltante a atacar a tua casa, pois será mais facilmente visto. 

Outra grande vantagem da iluminação é dar luz às câmaras de vigilância, permitindo a um circuito com gravação de imagem, fotografar ou filmar com maior clareza. Isto irá aumentar as chances de identificar os assaltantes. Este medo de possível identificação também poderá desmotivar os assaltantes a tentar o assalto. Grande parte da segurança doméstica recai na prevenção e em tomarmos os passos certos para desmotivar ao máximo os assaltantes, de forma a que estes nem sequer tentem o assalto.

Gostou das nossas 5 dicas para proteger a casa contra assaltos? Siga-nos para mais.

No momento de escrita deste artigo, estamos a produzir e a pesquisar sobre o tópico da segurança doméstica, a fundo, de forma a poder partilhar contigo toda a informação útil, tornando a tua casa mais segura. Fica atento às novidades.

Este artigo foi útil?
SimNão

ANÚNCIOS

Últimos artigos

Partilha este artigo

📧 Subscreve a nossa newsletter

Uma gestão doméstica mais fácil com estas dicas gratuitas na tua caixa de e-mail. Sem spam!

ANÚNCIOS

Categorias:

Mais artigos

ANÚNCIOS