📣 Novidade! Agora somos Pinhos Armazém Agrícola. Alguns artigos poderão ser reencaminhados para o novo website

Devo ou não passar a roupa a ferro?

O ritmo acelerado das nossas vidas faz com que cada vez mais pessoas dispensem a tarefa de passar a roupa a ferro. Mas passar a roupa a ferro ainda é uma tarefa importante, e muitas vezes necessária. Vamos ver porquê!
Passar a roupa a ferro tem as suas vantagens, mas também nos rouba tempo. Devo ou não passar a roupa a ferro?

ARTIGO CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO

Na Casa

Artigo pela Equipa Na Casa | Website

«A tua casa merece». Esta pequena frase representa bem a nossa missão. O objetivo principal do Na Casa é dar-te o conhecimento necessário para cuidares da tua casa, para que esta se torne mais tua – mais pessoal, mais próxima de ti e mais fácil de gerir.

As limpezas e a organização da casa já acarretam em si tarefas suficientes no que toca aos cuidados domésticos. Passar a roupa a ferro pode parecer uma atividade supérflua quando a roupa sai da máquina relativamente bem apresentada e cheirosa.

Mas passar a roupa a ferro tem as suas vantagens para o tecido e para quem veste a roupa. Vamos ver algumas!

Mas antes, um pouco de história.

De onde vem o hábito de passar a roupa a ferro? Porque passamos a roupa a ferro?

Embora hoje possamos queixar-nos de ter que passar uma ou outra peça a ferro, não vão longe os dias em que tudo era passado a ferro (toalhas, meias, lençóis, etc.)

A grande razão para isto era que antes das máquinas de lavar, e lavando as roupas em água fria, um ferro quente ajudava a desinfetar os tecidos, bem como a alisar as roupas de 100% algodão, linho e seda.

Desinfetar e alisar tecidos duros foram a génese da prática de passar a roupa a ferro.
Desinfetar e alisar tecidos duros foram a génese da prática de passar a roupa a ferro. [Fonte (imagem): Wikimedia]

Há alguma razão para passar a ferro hoje em dia?

O grande “problema” de lavar a roupa à máquina é que ela sai encorrilhada. A razão principal será sempre o alisar dos tecidos. No caso de t-shirts, especialmente de tecidos mais leves, é possível que a secagem permita que o tecido alise e tu uses a t-shirt sem passar.

Mas será que também é possível com uma camisa? A camisa possivelmente é das peças que, pela formalidade do seu uso (por norma), pelo tecido e forma da peça de roupa, precisa de ser passada a ferro. Passar uma camisa a ferro tem que se lhe diga, e podes usar as nossas dicas para tornar o processo mais fácil.

Outra grande razão é disfrutar do tempo. Apesar de ser uma tarefa que envolve algum movimento físico, é um processo que se torna bastante mecânico com algum experiência, o que te permite fazer outras coisas enquanto passas (ver um filme, série ou simplesmente aproveitar o tempo com tranquilidade e silêncio).

Vantagens de passar a roupa a ferro

Vejamos alguns argumentos a favor de passar a roupa a ferro!

O conforto

O factor “macio” é importante! Passar a roupa a ferro deixa o tecido sem rugas e com um toque mais macio e sedoso do que o tecido crude acabado de lavar.

O cheiro

A alta temperatura também ajudará a eliminar aquele cheiro excessivo de amaciador que por vezes fica na roupa acabada de lavar. O tecido fica assim mais ameno.

A saúde

A mesma alta temperatura que ajuda na eliminação de cheiros também permite o eliminar de ácaros, vírus e bactérias, que são responsáveis pelas alergias e constipações que assolam tantos de nós.

Passar a ferro torna-se importante nesta função para peças que não podem ser lavadas acima dos 90ºC, bem como peças que secam no estendal, principalmente cá fora, onde estão em contacto com estes agentes. Embora não seja algo que vá prevenir a 100% as alergias e constipações, passar a ferro a um passo que pode ajudar as pessoas com alergias a evitá-las, e reduzir o risco de constipação.

Então, qual a conclusão?

Como podes ver, existem realmente vantagens em passar a roupa a ferro.

Principalmente as peças essenciais, que requerem uma apresentação mais cuidada. 

Devo ou não passar a ferro?

A resposta é depende. Se realmente sentes que passas demasiado tempo nas tarefas domésticas e que isso te está a reduzir qualidade de vida, então não tem mal cortares com passar algumas peças, especialmente as que não estão visíveis no exterior da tua outfit. Se consegues que a roupa pareça aprumada sem estar a passar tudo a ferro, então vale a pena reduzir a carga e focares-te em outras tarefas que consideres mais prioritárias.

No entanto, se o esforço não for demasiado, a roupa confortável, passada e aprumada também contribui em muito para nos sentirmos bem e asseados, para além do conforto na pele (que consegues reparar até nas toalhas de banho, que ficam bem mais macias passadas). O conforto e o visual aprumado são boas razões para usar uma peça passada a ferro devidamente.

A nossa recomendação é teres em conta a dinâmica da tua gestão doméstica, analisares a tua situação, e veres se passar a roupa é algo que consegues inserir na tua rotina ou não. E se não, reduzir o número de peças ou regularidade de passagem, e focares-te em tarefas que consideres mais importantes.
Tudo é uma questão de organização na boa gestão doméstica. Por vezes, o stress da gestão doméstica advém muito da falta de organização, que nos faz sentir confusos. Mas trabalhando com prioridades e tarefas importantes primeiro, conseguiremos dar resposta sem grande stress.

Este artigo foi útil?
SimNão

ANÚNCIOS

Últimos artigos

Partilha este artigo

📧 Subscreve a nossa newsletter

Uma gestão doméstica mais fácil com estas dicas gratuitas na tua caixa de e-mail. Sem spam!

ANÚNCIOS

Categorias:

Mais artigos

ANÚNCIOS