Como parar a água a correr na sanita

A água a correr na sanita representa desperdício e um aumento na conta. Vamos ver como parar a água a correr na sanita de forma fácil e rápida.
Como parar água a correr na sanita

ARTIGO CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO

Na Casa

Artigo pela Equipa Na Casa | Website

«A tua casa merece». Esta pequena frase representa bem a nossa missão. O objetivo principal do Na Casa é dar-te o conhecimento necessário para cuidares da tua casa, para que esta se torne mais tua – mais pessoal, mais próxima de ti e mais fácil de gerir.

A água a correr sem parar pode representar um agravamento significativo do custo da conta da água ao final do mês. Existem múltiplas causas que podem provocar a água da sanita a correr sem parar. Vamos ver algumas dessas causas, bem como as melhores maneiras para parar a água a correr na sanita e evitar este custo e desperdício de água.

5 causas comuns que provocam a água a correr na sanita e como as resolver

Para parar a água a correr na sanita, existem algumas soluções que podes tentar.

Verifica a descarga

A primeira coisa que deves verificar é o botão do autoclismo. Certifica-te de que o autoclismo (a parte onde carregas) está na posição correta. Um botão pressionado para baixo, solto ou mal encaixado faz com que a água esteja a correr continuamente.

Ajusta a corrente

Esta corrente é a que liga a alavanca de descarga à boia dentro do reservatório. Se ela estiver solta ou desalinhada, impede que a boia suba. Não subindo, a boia não consegue cortar o fluxo de água, fazendo com que a água continue a correr sem parar.

Para resolveres este problema, tens que ajustar a corrente, de forma a que a boia suba corretamente e corte o fluxo de água no nível correto.

Papel higiénico na casa de banho. O papel higiénico funciona bem para testar se a água está a correr.
O teste do papel higiénico é excelente para perceberes se a água está a correr. Por vezes, o fio de água é muito pequeno e é difícil perceber a “olho nu” se a água está a correr. Quando assim for, para teres a certeza, usa um pedaço de papel higiénico, coloca-o dentro do vaso sanitário, na parte imediatamente abaixo do autoclismo, e vê se ele fica molhado (tens que ter o vaso seco para isto funcionar).

Limpa a válvula de enchimento

A entrada da água no reservatório da sanita deve ser controlada. Esta é a função que a válvula de enchimento cumpre. Caso esta válvula esteja danificada ou suja, vai impedir a boia de subir e consequentemente de cortar o fluxo de água.

Corta a água e limpa a válvula de enchimento com uma escova de dentes velha, removendo a sujidade, ou substitui a válvula de enchimento, caso a mesma esteja danificada.

Verifica a boia (flutuador)

Dentro do tanque da sanita existe uma boia que sobe e desce. Se este flutuador (assim chamada a boia) estiver danificado, ou defeituoso, pode não conseguir cortar corretamente o fluxo da água. Verifica se esta peça está bem presa, e se não está a ser obstruída por sujidade acumulada ou outros detritos.

Se nada mais resultar, corta a água

Se não conseguires resolver o problema com o autoclismo em si, então a melhor solução é cortar a água do autoclismo. Por norma, consegues fechar a água usando a válvula específica para esta função, dentro ou fora do tanque. É comum ser uma válvula de esfera, que rodas ou giras a posição, cortando a água.

Existem soluções que nós próprios conseguimos resolver com o autoclismo, mas se não te sentires à vontade para o fazer, procura ajuda de um profissional. Outros problemas mais complexos irão mesmo requerer a intervenção de um profissional para ficarem resolvidos como, por exemplo, substituir a sanita ou o autoclismo inteiro.

A rápida atuação quando o problema surge é recomendada, para evitares o desperdício de água e agravamento da conta no final do mês. Este artigo pretende ajudar-te a rapidamente identificares o que se poderá estar a passar com a sanita. Assim, consegues agir com prontidão e evitar problemas maiores.

Perceber como funciona um autoclismo

Caso estejas com vontade de sozinho resolver o problema da água a correr, podes tentar analisar o autoclismo e, seguindo as dicas em cima, limpar ou substituir peças no autoclismo. Para te ajudar, explicamos-te rapidamente como funciona um autoclismo.

Infografia explicativa com as diferentes partes de uma sanita.
Conhecer as diferentes partes de uma sanita vai ajudar-te a resolver o problema.

ANÚNCIO

Como funciona um autoclismo?

A função de um autoclismo

O autoclismo é um sistema de descarga de resíduos sanitários e a sua função é a limpeza do vaso sanitário e a devida evacuação dos resíduos nele acumulados com o uso.

Que partes compõem um autoclismo?

O autoclismo irá sempre conter as seguintes partes (com variações consoante o modelo):

  • Tanque (que pode ser interior ou exterior)
  • Boia flutuante
  • Válvula de enchimento
  • Válvula de descarga

As suas formas variam conforme o teu modelo de autoclismo.

No autoclismo, estas partes funcionam em conjunto para efetuar uma descarga.

O autoclismo é composto por um tanque de água que fica fixo na parte de trás da sanita. Dentro do tanque está uma válvula de descarga que é acionada por uma alavanca (ou botão) na parte exterior. Esta é a parte que pressionas no exterior para acionar o sistema de descarga.

Quando essa alavanca é puxada, a corrente (ou cabo) no interior do tanque é puxado também, o que faz com que a válvula de descarga (na imagem, n.º 5) na parte inferior do tanque se levante, e a água que está acumulada no tanque seja descarregada para dentro do vaso sanitário.

A gravidade e o formato do vaso fazem o resto do trabalho, libertando o peso da água sobre os resíduos e empurrando-os em turbilhão pelo sifão. Dependendo do modelo, diferentes mecanismos de descarga funcionam de diferentes formas.

Ao mesmo tempo que isto acontece, a válvula de enchimento no tanque é aberta. Isto permite uma “nova” água entrar e substituir a água que foi usada na descarga. À medida que o tanque enche novamente, a boia sobe com o nível da água. Quando atinge um certo ponto, desliga a válvula de enchimento, o que evita que a água transborde.

Como vês, o autoclismo não é um sistema complicado.

É simples e eficaz! Conhecê-lo vai permitir-te resolver problemas comuns com a sanita, tornando a tua gestão doméstica mais autónoma e rápida.

Este artigo foi útil?
SimNão

ANÚNCIOS

Últimos artigos

Partilha este artigo

📧 Subscreve a nossa newsletter

Uma gestão doméstica mais fácil com estas dicas gratuitas na tua caixa de e-mail. Sem spam!

ANÚNCIOS

Categorias:

Mais artigos

ANÚNCIOS