📣 Novidade! Agora somos Pinhos Armazém Agrícola. Alguns artigos poderão ser reencaminhados para o novo website

6 maneiras de proteger a casa contra inundações

As inundações causam danos graves nas casas. Neste artigo vemos 6 maneiras de como podes proteger a tua casa contra inundações e evitar danos estruturais e em equipamentos.
6 maneiras de proteger a casa de inundações

ARTIGO CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO

António Pinho. António Ribeiro Pinho.

António Pinho

Na Casa | Website

Designer apaixonado pelo marketing digital. Copywriter aqui pelo Na Casa. O meu contributo passa pela criação de artigos nas várias categorias. O estudo rigoroso dos tópicos permite-me partilhar informação fidedigna nos artigos, sempre pronto a aprender mais.

A acumulação excessiva de água pode acontecer em qualquer canto da casa. Numa casa, o aparecimento de água onde não é devido é sempre um perigo, na medida em que a água causa danos na maior parte das coisas com que entra em contacto: de chãos a fios até paredes e equipamentos, especialmente elétricos.

Tendo em conta este risco, agir de forma preventiva vai garantir possibilitar reduzir o risco de uma inundação acontecer em tua casa, ou minimizar os danos causados quando acontece. Nem sempre é possível prevenir a 100%, mas podemos sempre tentar minimizar o impacto que uma inundação tem.

Proteger a casa contra inundações

Vejamos então algumas medidas para proteger a tua casa contra inundações.

1: Instala sensores de água em áreas vulneráveis

Um dos grandes problemas das fugas de água é o facto de serem virtualmente silenciosas e de ocorrerem em áreas da casa que não são visitadas com frequência: tais como sótãos, caves ou outras áreas de equipamentos/eletrodomésticos. Como uma inundação pode acontecer nestas áreas, ou quando não estás em casa, tens que procurar uma maneira de ir controlando estas áreas, sem ser necessário que estejas a deslocar-te a essas zonas fisicamente.

A melhor maneira de conseguir isto é instalando sensores de água nessas áreas.

Estes sensores de água irão dar-te um alerta se a água passar dos níveis definidos como seguros (com maior ou menor sensibilidade) ou se simplesmente detetarem a presença de água. Instala um destes aparelhos nas áreas mais propícias a inundações na tua casa, ou áreas com equipamentos que precisam de maior proteção, pela segurança ou pelo custo dos danos. Alguns destes sensores de água conseguem ligar-se ao teu smartphone, através de uma app e notificar-te aí, sendo assim mais fácil e cómodo. Ótimo para uma ação rápida da tua parte, evitando danos maiores causados em caso de inundação.

ARTIGO CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO

Câmara de vigilância para dentro de casa que vigia área da casa que requerem maior prevenção contra inundações.

2: Instala câmaras de vigilância em pontos estratégicos da casa

Para conseguires verificar se uma área da tua casa está livre de inundações, uma maneira de o fazer é visualmente. Através da instalação de uma câmara num área que requeira maior proteção, poderás periodicamente verificar se essa mesma área da casa está segura ou tem vestígios de início de inundação.

Algumas soluções eletrónicas de proteção contra inundações, ou mesmo apenas de segurança doméstica, permitem uma visualização em tempo real da câmara de vigilância no teu smartphone.

3: Tem atenção ao jardim/espaço exterior

O cuidado, manutenção e disposição dos elementos no teu jardim/espaço exterior afetam o nível de risco de inundação. Considera estes seguintes pontos no que toca à organização e limpeza do teu jardim/espaço exterior:

  1. Depois de chuvas fortes, atenta à acumulação de água em excesso à volta da casa. Se a água das chuvas tem tendência a ficar acumulada no exterior em grandes quantidades próxima das paredes da tua casa, o risco de inundação aumenta. Da mesma forma, o risco de humidade excessiva e aparecimento de bolor aumenta também.
  2. Casas em vales tendem a acumular água em excesso. Fala com o teu jardineiro ou paisagista para que ele possa encontrar uma maneira de conduzir a água para fora da tua propriedade, ou pelo menos, para evitar que esta se acumule junto à tua casa.
  3. Planta árvores e arbustos a uma distância segura da casa. Planta árvores e arbustos de maior dimensão a, pelo menos, 5 metros da casa e de qualquer local onde passam canos. Isto porque as raízes podem invadir os canos de água ou esgotos e causar rupturas ou bloqueios – o que, por sua vez, pode levar a inundações. Canos entupidos na totalidade ou parcialmente impedem a normal circulação de água, causando uma concentração excessiva de água em locais não apropriados, o que pode levar ao vazamento que causa uma inundação na casa.

ARTIGO CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO

Mulher tenta parar infiltração de água vinda do tecto com balde.

4: Faz uma regular manutenção do telhado e calhas

O telhado é muito importante quando falamos na prevenção de inundações em casa. Eis alguns aspetos que deves considerar:

  1. Mantém as calhas desobstruídas. Enquanto sistema de condução de água para os devidos locais de escoamento, as calhas jogam um papel fundamental na prevenção de inundações. Se em algum momento elas estiverem bloqueadas, isto causará uma má condução das águas, interrompendo o seu fluxo normal, o que pode causar vazamento para áreas da casa que não devem acumular água.
  2. Inspeciona o telhado de tua casa uma ou duas vezes por ano. Procura por telhas partidas ou outros danos, especialmente após períodos de chuva intensa ou vento em grandes velocidades, bem como qualquer outro fenómeno climático de maior intensidade, que possa levar a danos no telhado.

5: Conhece a canalização de tua casa

Pensa nas centenas de litros que percorrem as paredes de tua casa, diariamente, dentro de tubos e canos. Qualquer interrupção no normal fluxo da água dentro deste sistema pode causar uma inundação de grandes proporções. As fugas de água são ameaças silenciosas que podem levar a problemas graves, por isso deteta e atua as mesmas em tempo útil. (Vê aqui: Como selar uma fuga de água e também: O que fazer em caso de fuga de água).

Têm em mente as seguintes dicas:

  1. Inspeciona os canos periodicamente. Embora não consigas ver todos os canos, os que estão expostos consegues verificar se têm água ao passar a mão e percebendo se estão húmidos.
  2. Sabes onde está a válvula para corte geral da água? Se não, informa-te sobre onde ela está na tua casa, para acederes à mesma e cortares a água em tua casa, rapidamente, se assim for necessário.
  3. Isolamento e betumação. Verifica se banheiras, chuveiros e sanitas estão bem isolados, sem o silicone gasto, o que pode provocar fugas de água. Até mesmo as fugas de água mais pequenas, se não forem resolvidas, com o passar dos anos podem causar danos graves.

ARTIGO CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO

6: Inspeciona os equipamentos periodicamente e faz uma manutenção regular dos mesmos

Deves fazer isto nos equipamentos em geral, mas neste caso que estamos a falar de inundações, deves fazer uma inspeção periódica e manutenção regular aos equipamentos que movimentam água e, principalmente, aos que estão ligados à canalização. Eis alguns equipamentos deste género de equipamentos/eletrodomésticos:

Tem em consideração estes aspetos:

  1. Verifica se há água em locais de pouca visibilidade. Um sítio comum onde pode haver uma fuga de água e tu não reparares é por detrás da máquina de lavar loiça ou máquina de lavar roupa. Como, por norma, estas máquinas estão encostadas à parede, é fácil não reparar em fugas de água que ficam na parte de trás e, com o tempo, a sua acumulação pode levar a danos no chão ou parede.
  2. Substitui mangueiras dos equipamentos a cada cinco anos. Com o tempo, as mangueiras/canos dos equipamentos irão apresentar sinais de desgaste. Elas trazem e levam água para dentro e fora do equipamento e podem necessitar de substituição para se manterem funcionais. É importante verificar se estas partes do equipamento estão 100% funcionais e assegura-te que instalas uma peça nova de qualidade, se assim for necessário.

Os danos causados pela água podem levar a centenas ou milhares de euros em reparações nas casas. Lidar com fugas, inundações, canos arrebentados ou outros danos consome muito tempo e recursos. Com estas dicas, queremos dar-te algumas técnicas de prevenção que irão livrar-te destas dores de cabeça (ou torná-las muito menores!) e poupar-te dinheiro no futuro.

Este artigo foi útil?
SimNão

ANÚNCIOS

Últimos artigos

Partilha este artigo

📧 Subscreve a nossa newsletter

Uma gestão doméstica mais fácil com estas dicas gratuitas na tua caixa de e-mail. Sem spam!

ANÚNCIOS

Categorias:

Mais artigos

ANÚNCIOS